segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

URUÇUCA: Governo Popular e Democrático lança Programa de Governo Participativo



Ontem, 21, no salão da Maçonaria local, foi realizado, com a participação dos partidos PT, PMDB, PP, PMN, PTB, PSD, PSL, PSB E PT do B, o lançamento do programa de Governo Participativo.
O documento vai apontar propostas e prioridades que nortearão a candidatura da prefeita Fernanda Silva, ao seu segundo mandato. A busca dos dados será oriunda da participação popular, quando equipes, engajadas no projeto, ouvirão e anotarão as propostas do povo, em cada região do município.
O salão da Maçonaria foi pequeno para as mais de 300 pessoas que, foram ouvir os palestrantes.
Estiveram presentes, além da prefeita Fernanda Silva, o presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, o Tesoureiro do PT na Bahia, Murilo Brito, o Secretário de Desenvolvimento Rural da Bahia, Jerônimo Rodrigues, os vereadores Nau de Danda, Eri, Professora Lia, Irmão Duda, Rodrigo de Paulino, Abreu,  Carlos Magno e alguns representantes de entidades de classe.
Durante os debates, foi informado que o grupo deverá lançar mais de 50 candidatos a vereador.
“Vamos conversar com as pessoas em todos os bairros e regiões do município, porque a partir das opiniões e indicações, deverá ser formado o nosso programa de governo”, finalizou a prefeita Fernanda Silva.
Heraldo Santana/Blog Água Preta

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

URUÇUCA: Prefeita Fernanda Silva reúne equipe e mostra a herança maldita herdada do seu antecessor



Nesta segunda-feira, 15, a prefeita Fernanda Silva reuniu sua equipe, no Centro de Cultura Água Preta, para relatar as dificuldades, como está superando o momento de crise e mostrar a herança maldita herdada do seu antecessor.
No primeiro momento, falou sobre a redução em 28% das arrecadações, tendo como ápice o repasse do FPM do dia 10.09.2015, quando a conta veio zerada. Disse que foi difícil superar essa dificuldade que, teve como conseqüência o atraso de salários de comissionados e contratados que, foram regularizados neste mês de fevereiro/2016.
Lembrou das contas municipais zeradas, recebidas do seu antecessor, em 2013, com agravamento maior de vários funcionários efetivos, ter seus salários surrupiados, em dezembro de 2012.
Ao tomar posse em 2013, a prefeita recebeu os computadores com os discos rígidos (HDs) trocados, prejudicando, principalmente, o andamento do setor de recursos humanos que, ficou sem o banco de dados. A troca dos HDs teve a função de encobrir as falcatruas e os desvios, perpetrados pelo gestor da época. As obras da Praça Gilberto Moura (Zé de Olívio), convênio estadual, tiveram recursos desviados no valor de 92 mil reais, constatado pelo órgão estadual CONDER.
Já os recursos desviados de uma famigerada OSCIP, estimado em quase 6 milhões, tiveram como conseqüência falta de pagamento de até quatro salários de servidores comissionados e contratados. Essa ação na justiça pode gerar uma despesa de aproximadamente 12 milhões aos cofres municipais. Existe, também, uma ação na justiça de um grupo de médicos que, ficaram com até quatro meses sem receber salários naquela gestão. Este atraso, no pagamento de médicos, tem o caso emblemático da Dra. Emily, recém-formada que ficou sem receber três meses de salários. Segundo informações, ela procurou prepostos da prefeitura, na época, e não conseguiu falar com ninguém. Esses fatos mostram o descaso com o dinheiro público que, norteou aquela péssima gestão.
Em sua explanação final, a prefeita Fernanda Silva enumerou algumas ações e inaugurações que estão previstas para os próximos meses, como a Casa de Parto, com pretensão de inauguração no dia da mulher em março/2016 e em data posterior, o ginásio de esportes Talmo Farias, a Unidade Básica de Saúde, na Portelinha e a reforma do PSF de Serra Grande. Também, estão previstos neste semestre, o início das obras do colégio Domingos Correia e a ampliação e cobertura das arquibancadas do estádio municipal. Falou da reforma da Praça Miguel Baracho e Praça da Bíblia, da vinda do SAMU, da implantação do serviço de salva-vidas, nas praias de Serra Grande que, está há três anos sem ocorrências fatais e muitas outras ações em benefício da população.
O tesoureiro do PT, na Bahia, Murilo Brito, lembrou que as ações, implantadas na recuperação das estradas rurais, especialmente na região do Jacarandá e Pé de Serra, estão sendo distorcidas pelo grupo do ex-prefeito, dizendo que o serviço é do INCRA. Então, o convênio do INCRA caiu do céu, vindo diretamente para o município de Uruçuca, sem nenhuma ação municipal? Na realidade, foi um compromisso de campanha da prefeita Fernanda Silva, tratar bem as estradas rurais, que, fez um convênio junto ao INCRA, intermediado pelo deputado federal Valmir Assunção. Este convênio teve aplicação de recursos próprios, com muitas aberturas de ramais, pela Secretaria de Infraestrutura.
Como já dizia o ex-prefeito Dílson Argolo, Dica: “A cara de pau do líder da oposição não tem mais condições de ser lustrada com óleo de peroba, tem que ser utilizado algo mais forte: a cera de carnaúba”.
“Este é um ano de muita luta e queremos o engajamento de todos em servir bem a nossa população. As eleições estão em segundo plano, em primeiro, está o povo ser bem atendido pelo funcionalismo”, pontuou a prefeita Fernanda Silva.
Heraldo Santana/Blog Água Preta



segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

NAZAL LEVANTA SUSPEITA SOBRE DECRETO DE CRIAÇÃO DE ÁREA INDUSTRIAL EM ILHÉUS

Um dos mais profundos estudiosos de Ilhéus, José Nazal concedeu entrevista ao Tabuleiro (Conquista FM), na qual abordou temas caros ao sul da Bahia, a exemplo do Porto Sul e o projeto da nova estrada que liga Ilhéus-Itabuna, na margem oposta à rodovia atual. São 30 minutos de bate-papo com o apresentador Vila Nova. Nazal também falou do decreto do prefeito Jabes Ribeiro, que criou nova área industrial em Ilhéus, à margem do Rio Cachoeira, na ligação do município com Itabuna.
– O Estatuto (da Cidade) diz que toda mudança tem que ser discutida com a população. Ali é como área de expansão urbana. É bairro. Tem uma coisa misteriosa no ar, mas não dá para suspeitar de outra coisa a não ser interesse obscuro, escuso [com a criação da área industrial]. O MP [Ministério Público estadual] já está tomando providência – disse Nazal.
Diante da observação de que Jabes argumentou ter criado a área industrial na rodovia por causa do Porto Sul, Nazal esclareceu que a área de logística do complexo intermodal será em Itabuna, à margem da BR-101, entre o município e Itajuípe. “Não há nenhuma lógica na área. A estrada virou uma avenida”, observou, pontuando a necessidade da gestão explicar o “que se quer fazer ali”.
Nazal é pré-candidato a prefeito de Ilhéus pelo PTB e lamentou que a cidade tenha tido, nos últimos 100 anos, cinco planos diretores, mas sempre não colocados em prática. Ele faz parte de um grupo nacional que estuda o desenvolvimento de dez cidades brasileiras, dentre elas Ilhéus. Nazal cita Maringá (PR). O município paranaense já está discutindo, há algum tempo, a Maringá de 2047. Confira a íntegra da entrevista no link abaixo:
 https://www.youtube.com/watch?v=CTj0cTGgnSg&feature=youtu.be
Fonte: Pimenta na Muqueca

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

SALVADOR: Governo fará complementação de creches inacabadas, anuncia Rui

O governador Rui Costa anunciou nesta quinta-feira (21), durante encontro entre representantes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e equipes de prefeituras baianas, que o Estado fará a complementação para as obras de creches inconclusas, caso o órgão, vinculado ao Ministério da Educação (MEC), não consiga fazê-lo. “Não é responsabilidade direta do governo do Estado, mas tenho pleno convencimento de que ou você cuida da educação ou não adianta cuidar de partes da educação, porque o conhecimento é cumulativo”, pontuou. Rui também anunciou que quer comprar, ainda no início do ano, ônibus escolares, investindo entre R$ 60 milhões e R$ 70 milhões. Em seu discurso, Rui defendeu que as obras inacabadas não foram fruto de ingerência dos municípios, e salientou que as empresas devem ser responsabilizadas. “Tem pouca coisa a fazer porque é uma lei federal. E eu diria que tem muita limitação, porque a Bahia tem um normativo interno, que eu quero até reativar, que é o QualiObra, que media a qualidade das obras e impunha sanções as empresas. Mas como regra, as empresas recorriam ao Judiciário e conseguiam liminares para que elas participassem das licitações”, disse, classificando a postura das empresas como “escândalo”. “Tem empresas que abandonaram obra no mês passado, entram em novas concorrências e repete a formula. Ou seja, foi calculado o preço daquela obra em 100, a empresa entra dando um desconto de 30%, quando a gente sabe que ou houve um erro grosseiro de quem fez um orçamento, ou 99,9% das vezes a obra é abandonada pela empresa vencedora. E não dá em nada”, reclama. 
O encontro teve a participação da prefeita de Uruçuca, Fernanda Silva.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

ILHÉUS: CAMINHÃO F4000 FURTADO

Segundo informações de Rogério Souza, o caminhão F4000 cor prata, placa JPU 6520, foi furtado no último sábado, em Ilhéus. Quem tiver qualquer informação ligar para Camila Del Rey, nos fones abaixo:
73 88178343
73 91774352
73 81759288

Heraldo Santana/Blog Água Preta

Creches inacabadas 'não eram problema dos municípios', diz presidente do FNDE


O presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Antônio Idilvan Alencar, afirmou nesta quinta-feira (21) que as creches inacabadas no estado “não era problema dos municípios”.  “O FNDE licitou, as empresas [eram] nacionais, e ao longo do tempo elas não conseguiram concluir. E desde junho do ano passado, nós apresentamos novos projetos, inclusive metodologia tradicional – facilita, porque antes era pré-moldado – e então, aqui no estado da Bahia, nós temos uma oportunidade real de construir 264 creches este ano de 2016”, afirma. Segundo Alencar, a vantagem de aderir ao método convencional de construção é o aumento da capacidade de atendimento das unidades e geração de empregos nos canteiros das obras. “Nós estamos aqui para orientar a modificação do projeto”, explica o gestor, acrescentando que das 264 creches previstas em 152 municípios, 60 já foram licitadas desde junho de 2015. Serão dois modelos de creches a ser construídas: o tipo 1, com investimento de R$ 1,6 milhão e capacidade para 282 (94 a mais com o novo projeto); e tipo 2, com aporte de R$ 1,9 milhão e capacidade para 180 alunos (60 a mais com o novo projeto). O número de alunos dobra se a creche não for de tempo integral, tendo, portanto, dois turnos. 
Fonte: Bahia Notícias 

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

URUÇUCA: NOVA LINHA DE ÔNIBUS INTERLIGA SEDE À SERRA GRANDE



Já está em pleno funcionamento, a nova linha de ônibus, interligando a sede do município ao distrito de Serra Grande. A empresa DZSET é a nova concessionária da linha.
Antiga reivindicação dos moradores do distrito e de agricultores cujas propriedades margeiam a rodovia BA-655, o retorno da linha teve a ação direta da prefeita Fernanda Silva que, vem buscando facilitar a vida da população uruçuquense, principalmente na recuperação das estradas rurais que, em três anos governo, está tendo as maiores intervenções, dos últimos 40 anos.
“Tudo o que é essencial e que traga benefícios para população em geral, vamos buscar e trazer. Nosso governo estará sempre aberto as reivindicações de todo povo, independente de cor partidária”, frisou a prefeita Fernanda Silva.

HORÁRIOS DE PARTIDA:
SEGUNDA  A SÁBADO                              DOMINGO
Serra Grande x Uruçuca – 06:00             Serra Grande x Uruçuca – 05:00
Uruçuca x Serra Grande – 12:00             Uruçuca x Serra Grande – 07:00
Serra Grande – Uruçuca – 15:00             Serra Grande x Uruçuca – 16:00
Uruçuca x Serra Grande – 17:00             Uruçuca x Serra Grande – 18:00

Heraldo Santana/Blog Água Preta

sábado, 9 de janeiro de 2016

URUÇUCA: Município é classificado como 17º em transparência de recursos públicos e o 1º em redução da violência na Bahia.


A prefeita Fernanda Silva, os vereadores Eri, Nau, Abreu, Carlos Magno, Irmão Duda, Rodrigo e as vereadoras Lia, Magnólia e Gracinha, o então Secretário Chefe da Casa Civil Ruy Costa e o Secretário de Relações Institucionais, Cesar Lisboa.

Dentre os 417 municípios da Bahia, Uruçuca está classificada em 17º em transparência, na aplicação de recursos públicos. Isso se deve a uma administração austera, com equipe qualificada, voltada exclusivamente aos interesses do povo.
Por outro lado, a redução da violência no município, foi um fator preponderante, para dar tranquilidade aos habitantes. Hoje, Uruçuca está situada em primeiro lugar na Bahia, neste quesito, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado.
As principais ações perpetradas, sob o comando da prefeita Fernanda Silva, foram os pedidos da instalação do DISEP, a reabertura do posto rodoviário, os investimentos no social e no esporte, além da dedicação do contingente policial, sediado no município.
Vale lembrar que, o pontapé inicial, para reverter o quadro de violência em Uruçuca, foi a viagem que a prefeita fez a Salvador, em 2013, junto com os vereadores, a sede do governo da Bahia, onde houve um encontro com o Secretario de Relações Institucionais, César Lisboa e com o então chefe de gabinete do governador Jacques Wagner, Rui Costa que, ofereceu o DISEP para ser implantado no município e inaugurado em 2015, pelo já governador, Rui Costa.
Para se ter uma ideia do quadro encontrado pela atual administração, tivemos as seguintes quantidades de ocorrências fatais: em 2012: foram 28 homicídios; em 2013: 17 homicídios; em 2014: 12 homicídios e em 2015: apenas 5 homicídios.
Estas ações do governo municipal, vem mostrar que, não falta ânimo a prefeita Fernanda Silva, para buscar equipamentos e serviços para o bem e interesse do povo do município.
Heraldo Santana/Blog Água Preta